Twitter

quarta-feira, 28 de maio de 2008

Somos mulheres, não mutantes!


Depois de tantas lutas em busca de igualdade, homens e mulheres atualmente almejam a individualidade e autenticidade de cada indivíduo, a meta agora é ser diferente. Quanto mais penso sobre as diferenças entre homens e mulheres, mais gosto do fato de não termos todos barba e pêlos nas orelhas, eu gosto de ser mulher com todas suas desvantagens e amo os homens com suas atitudes instintivas. Considero importante a feminilidade e não concordo que ser feminina é ser frágil ou inferior, mulheres são igualmente capazes mas não precisamos "sufocar" a importância do pai, do marido, irmão ou affair para acreditarem nisso, a obcessão por esta "igualdade" pode transformar algumas mulheres em homens. Quero ser econômicamente independente, livre para ir aonde quiser e mãe presente, literalmente dona de mim, só que eu também preciso receber flores, bombons, chorar no ombro de alguém que me passe segurança e sentir naquele olhar de "homem" o quanto sou amada e desejada. Mudei de direção um dia desses e saí para "night", e foi assim que pude perceber nítidamente o que está acontecendo com as mulheres da minha geração, há uma mutação no comportamento feminino, e a postura tornou-se no mínimo lamentável e se já seria ruim o bastante assistir um homem protagonizar uma cena repleta de "palavrões" da pior espécie ver a uma garota que mal conseguia se manter de pé foi vergonhoso, tais mutantes, que são uma parte menina e outra moleque malandro, incomodam a nós "caretas" e apavoram o sexo masculino. Diante de tanto testosterona nas garotas, os rapazes se sentem oprimidos e estão sendo assediados, desrespeitados quando num estalar de dedos percebem que são eles agora o sexo frágil. A pior parte é que existem muitas assim, uma querendo ser mais legal e principalmente autêntica que a outra, é importante lembrar que elas não gostam de ser iguais, e acreditam de verdade que até um "porre" pode ser autêntico se for o delas. Todo bêbado é igual, toda mulher ama chocolate, logo se quero ser diferente vou gostar de alho e desmaiar quando beber. E é com este texto não muito bem definido que fica aqui o meu apelo para que todas as mulheres percebam o quanto é maravilhoso fazer parte deste universo cor-de- rosa, eu não trocaria nada por me sentir num pequeno intervalo horrorosa e linda, ou por desejar com toda a minha força uma barra de chocolate com amendoim na TPM, amo ser mulher e choro não por ser volátil e sim por ser humana. Aprecio o que há de melhor na vida, as mulheres com toda a sua garra e doçura, e os homens de verdade que sabem o valor de uma legítima mulher.

Um comentário:

Ballesté disse...

Concordo com cada palavra. Você coloco bem o ponto de vista masculino da historia. Invejo amigos que conseguem garotas com os valores puros mas com a cabeça aberta, garotas modernas, e ao mesmo tempo fico feliz por serem amigos que tiverem a sorte ironica de achar uma agulha num palheiro.
Adorei o texto...